Arquivo do blog

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ - Feliz 2016 - Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ

E lá se vai mais um ano! 2015 foi um ano de vitórias para mim e posso dizer que ao longo desse ano que se vai, minha vida foi focada neste versículo que me ajudou a vencer os problemas e aumentaram mais ainda, a minha fé:
 



Pois é, durante o ano inteiro, estive sempre em sintonia com Deus sem deixar de observar as mudanças que operam no mundo na área econômica, na imoralidade que domina mentes, nas transformações pelas quais passa a natureza e na frieza de determinadas igrejas que se dizem cristãs cujos membros buscam na igreja, a prosperidade econômica em detrimento à salvação da alma.

As notícias da mídia inquietam, porém para quem segue as profecias de Jesus, sabe que vivemos nos fins dos tempos e a volta de Jesus está bem próxima.

Por falar em igreja, tudo indica que estamos vivendo na fase da igreja descrita por Jesus em Apocalipse 3: 14, 22, a igreja de Laodicéia a qual enviou uma mensagem ao anjo de lá: 

"Conheço as tuas obras; oxalá foras frio ou quente! Assim, porque és morno e não és quente nem frio, vomitar-te-ei da minha boca. Porquanto dizes: rico sou, e de nada tenho falta; e não sabes que és um coitado e miserável, e pobre, e cego, e nu..."

Entendemos que há muitas igrejas que deixaram de lado o real significado da morte de Jesus: " eu vim para que tenham vida e vida em abundância". Essa vida a que Jesus se refere é a vida eterna, a salvação da alma, que acontecerá por ocasião da segunda vinda Dele. Vejamos o que Jesus fala a esse respeito em Mateus 7: 21, 23:

"Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor, entrará no reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios? E não realizamos muitos milagres? Então eu lhes direi claramente: Nunca os conheci. Afastem-se de mim, vocês que praticam o mal"!

Por essas características, podemos estabelecer uma ligação direta da igreja de Laodiceia com as igrejas atuais que têm este mesmo perfil. Por isso, todo cuidado é pouco para não nos enveredarmos por caminhos que não são os de Deus.

Com relação à imoralidade e vícios que assolam este século, basta nos lembrar do que Paulo afirmou:
 
E para terminar, fico com as palavras de Jesus: quando porém vier o Filho do homem, porventura achará FÉ na terra?
(Lucas 18:8)

É ... vivemos na era da incredulidade! Mas certamente existem os remanescentes, aqueles que conhecem e seguem as palavras de vida que Jesus transmitiu. A todos os amigos, desejo um ano de 2016 pleno de paz e aos amigos que vivem a fé em Jesus, nosso mestre, deixo esta mensagem que deverá nos acompanhar por toda a nossa existência:



Um grande abraço a todos. 

 

domingo, 15 de novembro de 2015

As lições de Jesus à mulher pecadora


Quando eu era criança, pensava que pecado seria apenas assassinar, matar e roubar, mas depois que comecei a me aprofundar na leitura bíblica aprendi que tudo que fazemos de errado é fruto do pecado. 

Lendo a história da mulher adúltera que estava preste a morrer apedrejada, como era costume na época, vemos Jesus falando àquela gente simplesmente uma frase:

"Aquele que não tiver pecado, atire a primeira pedra". 
(João 8:7)

Ora, o pecado cometido pela mulher seria um pecado enorme, naquela época, pois quem seguia o judaísmo sabia que isso era digno de uma punição severa. Entretanto, aos olhos de Deus não existe pecadinho nem pecadão. 

A prova disso é a própria pergunta de Jesus acima. Certamente, as pessoas que se reuniram eram cumpridoras da lei, todavia reconheciam que eram também pecadoras.

Depois que todos se retiraram, vem mais uma lição para nós: "vá e não peques mais". Em outras palavras, não voltes mais a cometer adultério, sim porque somos pecadores e ao longo da vida, seremos tentados de outras formas, todavia cada pecado cometido, deve servir de lição para que não seja mais repetido. Além disso, é necessário orarmos pedindo perdão pelo pecado cometido.

Cabe ressaltar que, diante do pecado que se apresenta a nossa frente, o importante é resistir a ele: "...resisti ao diabo e ele fugirá de vós". (Tiago 4:7)

E assim vivendo, vamos evoluindo na fé, sabendo que temos ao nosso lado o melhor advogado de defesa:



Um grande abraço e tudo de bom a todos.


domingo, 25 de outubro de 2015

HÁ QUEM PASSE PELA VIDA












Há quem passe e deixe só cicatrizes,
Há quem passe semeando flores.
Há quem passe banhando-nos em lágrimas,
Há quem passe disposto a secá-las.
Há quem passe torcendo por nossa vitória,
Há quem passe aplaudindo nossos fracassos.
Há quem passe ajudando-nos a levantar,
Há quem passe fazendo-nos cair.
Há quem passe como sombra,
Há quem passe como luz.
Há quem passe como pedra no caminho,
Há quem passe como pedra de construção.
Há quem para todo todo deslize veja uma falha
irreparável,
Há quem nos ofereça o perdão.
Há quem ignore nossos erros,
Há quem nos ajude a corrigir.
Há quem passe rápido, veloz, despercebido,
Há quem deixe marcas profundas.
Há quem simplesmente passe,
Há quem fique para sempre no coração.
Há quem passe pela vida,
Mas, há quem não deixe a vida passar
Sem um gesto de carinho,
Sem o AMOR ofertar!


Lindo domingo!!!

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Dia dos Professores


"No Japão, o único profissional que não precisa se curvar diante do imperador é o professor, pois segundo os japoneses, numa terra que não há professores não podem haver imperadores." 
(Face)

O que comemorar no Dia dos Professores? Um país que nunca deu prioridade à educação está muito longe de se tornar um país desenvolvido. 

Evidente que qualquer pessoa que se mantém atualizada através da leitura de meios de comunicação sabe que um  país que não investe em educação condena o povo à ignorância e à pobreza cuja finalidade é a dominação de mentes para fazer da população suas marionetes em tempos eleitorais.

Se relembrarmos o que aprendemos em História, nos tempos em que estudávamos, vamos saber que o tipo de colonização de cada país reflete hoje no tipo de governo que temos. Havia dois tipos de colonização: a de exploração e a de povoamento.

A colonização de exploração, preponderante em terras brasileiras, é aquela em que colonos invadiam terras  para extraírem as riquezas por intermédio da escravização dos verdadeiros proprietários da terra, os nativos. 

Já na colonização  de povoamento, os colonizadores buscam desenvolver a região colonizada, criam leis, investem em infra estruturas e lutam para que a colônia se torne forte e independente, o exemplo desse tipo de colonização é a dos ingleses nos Estados Unidos.

A nossa colonização teve por símbolo a espada e a cruz que representam a violência de quem veio e a cruz como forma de controle de mentes. Sabemos que, desde a Idade Média, a igreja esteve a serviço de monarcas, sendo o primeiro poder na pirâmide social e de espiritualidade não tinha nada.

Segundo relembro do que estudei, por ocasião da nossa colonização, onde chegava um colono, abria-se uma igreja, bem diferente da colonização inglesa que, procurava construir escolas. Somos hoje o resultado dessa colonização que reflete o descaso dos governantes os quais não investem nos pilares essenciais da sociedade: educação, saúde e segurança. 

No Dia dos Professores, vou deixar uma frase de Samuel Lima: 

"Educação gera conhecimento, conhecimento gera sabedoria, e só um povo sábio pode mudar seu próprio destino". 

Bom dia.



sábado, 3 de outubro de 2015

Minha experiência com a oração.

"Os homens podem negar nossos apelos, rejeitar nossos conceitos, menosprezar nossas pregações, se opor aos nossos argumentos, mas nunca poderão fazer nada contra as nossas orações".

Houve um momento na vida em que eu orava e nada acontecia. Parecia que as minhas preces não passavam do teto e não vinham respostas. Então comecei a refletir sobre o que estava acontecendo. Estaria eu orando errado? Sempre me dirigia diretamente a Jesus, o filho de Deus, em oração. Lembrei-me então de um detalhe importante: Jesus nos ensinou a orar a Deus em nome dele, pois Ele mesmo orava diretamente ao Pai - Deus: 

"Porque há um só Deus e um só Mediador entre Deus e o ser humano, Cristo Jesus, homem". 

(1 Timóteo 2:5)

Fui então estudando mais sobre orações e colocando em ação o que ia aprendendo. Podemos orar em qualquer lugar porque o Senhor está em toda parte. Essa oração deve ser feita diretamente a Deus em espírito de humildade. Numa mesma oração podemos agradecer, interceder, pedir perdão e perdoar. Deus se alegra com um coração agradecido e perdoador e quando nos dedicamos também  a orar por certas pessoas, somos muito mais abençoados. Assim, a oração é um momento precioso em que saímos do mundo para adentrar no santuário não feito por mãos humanas e esse local é sagrado, por isso devemos entrar puros de corações, usando vestes da humildade, louvando e agradecendo visto que, mesmo sem merecer, o Senhor Deus sente misericórdia de nós e é longânimo em perdoar. 

A partir dessa compreensão, grandes coisas tem feito o Senhor por mim. Portanto, nunca deixe de orar, pois a tua vitória é certa. A paz do Senhor a todos, hoje e para todo o sempre. 


sábado, 26 de setembro de 2015

Calor Insuportável em Manaus


Mais um dia de intenso calor por aqui. Nos jornais, o INMET, Instituto Nacional de Meteorologia, afirma que o calor desse final de semana deve ser de 40º C. Desde 4 de setembro não chove e o calor deve continuar até o final do mês de outubro. Esperamos uma boa chuva, mas não há nenhuma previsão e esse calor,  segundo meteorologistas, se deve ao fenômeno El Niño que está deixando as águas do Pacífico mais quentes que o normal. 


Várias pessoas têm levado os animais para se refrescarem. A praia da Ponta Negra é um dos locais, se bem que, as águas da Ponta Negra, nesta época do ano, é super quente. Em casa, não é diferente, a água da torneira e do chuveiro é morna e quando saímos do banho já começamos a transpirar. Pior é que, em determinadas escolas, os ar condicionados não estão funcionando e ficamos num total desconforto para trabalharmos. Abraços a todos.


segunda-feira, 21 de setembro de 2015




PÉS DE GALINHA

"Passei a infância toda
Achando que a minha mãe
Gostava de pés de galinha,
Comia com tanto gosto
Chupava até os ossinhos.

"Ninguém come os pés, são meus"- dizia
Toda a carne dividia
Peito, coxas e titela,
Fígado, coração e muela,
Mas os pés, os pés era só prá ela.
Depois de todos servidos,
Então sentava e comia.

Mas o tempo foi passando,
A criançada crescendo,
Os maiores trabalhando,
A vida foi melhorando.
Depois de uma infância dura
Começamos Ter fartura.

Vi minha mãe na cozinha
Tratando de uma galinha
E ao contrário de outrora
Flagrei aquela velhinha
Jogando os pèzinhos fora

Ao notar o meu espanto
Aquele coração santo
Da minha doce mãezinha
Apressou-se em explicar:

"Nunca gostei do tal do pé de galinha"
É que a carne era tão pouca,
Prá tantas bocas não dava,
E prá você não ficar triste
Eu fingia que gostava."

(Por Bernardo Alves)


domingo, 30 de agosto de 2015

Fim dos jogos interclasses



Foi uma semana aguerrida e valeu a pena os esforços da garotada. Terminaram os jogos e é hora de descansar para retornar às aulas. Aí está a turma do oitavo C, recebendo a medalha de ouro no futsal.


Acima, a professora Daniela entregando a medalha de segundo lugar, no futsal,  a sua turma de nono ano. Que beleza, hein?


Acima,  o Samuel do oitavo ano C - feliz com o primeiro lugar. E a Danny como melhor jogadora de queimada.


Sexta-feira, assisti  a poucas partidas e nem deu para participar da entrega de medalhas porque estava ocupada com as burocracias da profissão. O esporte tem esse encanto de  envolver os alunos e isso é muito bom, pois os desvia dos caminhos das drogas.


domingo, 23 de agosto de 2015

Mamões - Frutos do meu quintal



Nasceram  vários pezinhos de mamões  logo no final das chuvas de verão. E ainda estão nos pés porque só vou colhê-los quando ficarem mais amarelinhos. Mas preciso tomar cuidado, pois há uma variedade imensa de passarinhos, papagaios e curicas que visitam o quintal no final da tarde e pela manhã bem cedinho. São quatro pés de mamoeiro, sendo três fêmeas e um macho os quais nasceram a um metro e meio da varanda da cozinhas. Vejamos mais uma foto:


Bem acima do tronco, está repleto de mamões. Como almoçamos na varanda, as sementes foram jogadas junto ao pé de abacateiro e nesse espaço, qualquer sementinha cria vida. Neste ano, já colhemos cinco cachos de banana que se transformaram em doces e mingaus - tudo fruto do quintal, abençoado por Deus. Também estou criando galinhas e os ovos naturais são muito gostosos sem química nenhuma. Ganhei uma semente de caju, plantei e em três dias brotou.


A busca por uma alimentação saudável nos faz ver essas maravilhas da natureza. E o que tenho utilizado para adubar são simplesmente cascas de frutas e restos de folhas de verduras. Que beleza!


Um lindo domingo pleno de paz a todos vocês. 


domingo, 9 de agosto de 2015

A poesia e a importância dos livros



Por isso na impaciência
Desta sede de saber,
Como as aves do deserto -
As almas buscam beber...
Oh! Bendito o que semeia
Livros... livros à mão cheia...
E manda o povo pensar!
O livro caindo n'alma
É germe - que faz a palma,
É chuva - que faz o mar.
                                            Castro Alves
                                            Espumas Flutuantes


Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever - inclusive a sua própria história.Bill Gates


sábado, 8 de agosto de 2015

Bendita Vida


Bom dia, vida - vida maravilhosa!!!

Vida: a cada dia,  com chuva ou sol?

M.A.R.A.V.I.L.H.O.S.A!

A cada amanhecer sempre, sempre bela!

Quero todos os dias despertar

e ver esta beleza que me espera!

Um dia sei que dormirei  

e não mais acordarei,

levarei comigo as imagens dessa Terra

para a outra vida - aquela que não finda:

a vida infindável, indestrutível, a eterna!!!



sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Abertura dos jogos interclasses na escola...



Foi uma semana corrida, mas valeu a pena. Os alunos fizeram bonito. Nesta imagem acima, estamos vendo a apresentação das turmas, cada uma, representando um Estado do Brasil. 



Ocorreu na quinta-feira tb a I Amostra Cultural e eu fiquei responsável pelo 8o. ano A, pois sou conselheira dessa turma.


Esses tipos de atividade os alunos gostam demais.

Boa noite



Refletindo: desculpe o transtorno ...



Durante a nossa vida causamos transtornos na vida de muitas pessoas, porque somos imperfeitos. Nas esquinas da vida, pronunciamos palavras inadequadas, falamos sem necessidade, incomodamos.Nas relações mais próximas,
agredimos sem intenção ou intencionalmente. Mas agredimos. Não respeitamos o tempo do outro, a história do outro.


Parece que o mundo gira em torno dos nossos desejos e o outro é apenas um detalhe. E, assim, vamos causando transtornos. Esses tantos transtornos mostram que não estamos prontos, mas em construção. Tijolo a tijolo, o templo da nossa história vai ganhando forma. O outro também está em construção e também causa transtornos. 


E, às vezes, um tijolo cai e nos machuca. Outras vezes, é o cal ou o cimento que suja nosso rosto. E quando não é um, é outro. E o tempo todo nós temos que nos limpar e cuidar das feridas, assim como os outros que convivem conosco também têm de fazer. Os erros dos outros, os meus erros. 

Os meus erros, os erros dos outros. Esta é uma conclusão essencial: todas as pessoas erram. A partir dessa conclusão, chegamos a uma necessidade humana e cristã: o perdão. 

Perdoar é cuidar das feridas e sujeiras. É compreender que os transtornos são muitas vezes involuntários. Que os erros dos outros são semelhantes aos meus erros e que, como caminhantes de uma jornada, é preciso olhar adiante. Se nos preocupamos com o que passou, com a poeira, com o tijolo caído, o horizonte deixará de ser contemplado. E será um desperdício. 

O convite que faço é que você experimente a beleza do perdão. É um banho na alma! Deixa-a leve! Se eu errei, se eu o magoei, se eu o julguei mal, desculpe-me por todos esses transtornos…Estou em construção!
TEXTO DE: Gabriel Chalita

Boa tarde, lindo fim de semana a todos.



sábado, 25 de julho de 2015

Análise do conto: A causa secreta, de Machado de Assis


Considerado o mago da literatura realista cujas obras são fontes inesgotáveis de pesquisa em teses de mestrados e doutorados na área de Letras, tanto nacional quanto internacional, o carioca mulato Machado de Assis, profundo conhecedor da alma humana, viveu à frente de seu tempo, pois suas obras refletem bem o retrato de muitos indivíduos do mundo contemporâneo.

Hoje vamos analisar o conto A Causa Secreta  que foi escrito em 1885 no jornal  Gazeta de Notícias (RJ) e depois agrupado no livro de contos Várias Histórias (1896). Faremos a análise dos elementos da narrativa para depois tecermos os comentários.

TEMPO: cronológico e psicológico.
ESPAÇO: predomina a casa de Fortunato.
PERSONAGENS: 
Garcia - o médico
Fortunato - o capitalista
Maria Luísa - esposa de Fortunato.
FOCO NARRATIVO - 3a. pessoa com um narrador onisciente, aquele que conhece toda a história e os pensamentos dos personagens.

ENREDO

O conto inicia nos apresentando os três personagens: Fortunato, homem rico, 40 anos e bem sucedido, excessivamente calmo, Garcia, curioso em relação ao comportamento de Fortunato e Maria Luísa, a esposa bela, triste e tensa de Fortunato. Esta narrativa não foi feita na ordem direta com começo, meio e fim, pois logo no início do conto, percebemos o flashback que em literatura significa uma volta ao tempo. Então o conto começa apresentando os três personagens na casa de Fortunato, envoltos num silêncio pesaroso e é a partir daí que o narrador onisciente nos passa a relatar a história. Garcia conheceu Fortunato numa peça de teatro em que poucas pessoas assistiam. Depois volta a reencontrá-lo num incidente em que um homem é ferido na rua, ferimento feito com punhal. Nessa situação, Fortunato dedica total atenção ao homem, mas depois que ele sara, ao ir agradecer-lhe juntamente com Garcia, trata o homem com total indiferença e frieza. Passa-se um tempo até que Garcia e Fortunato passam a se encontrar no mesmo meio de transporte da época e assim, tornaram-se amigos. Um dia, Fortunato, que era solteiro, confidenciou ao amigo que havia casado e aproveitou para convidar Garcia para almoçar, num domingo, a fim de conhecer a bela Maria Luísa de 25 anos. Nesse encontro ocorre uma grande simpatia entre Garcia e Maria Luísa que se intensifica com o tempo se transformando em amor, amor de Garcia por ela, assim explicado pelo autor: "Manso e manso, entrou-lhe o amor no coração". Outro detalhe importante é que nesse encontro, Fortunato convida Garcia para abrirem uma Clínica de Saúde em sociedade o que se concretiza e Fortunato vai demonstrar uma atenção especial para pacientes no pior estágio de sofrimento. E assim, muito interessado no sofrimento humano, Fortunato passou a estudar anatomia e fisiologia passando a rasgar e a envenenar cães e gatos. Como os gritos dos animais atordoavam os doentes da clínica, ele passou a fazer isso em casa e a mulher já não suportando o sofrimento dos animais pediu a Garcia que aconselhasse o marido a findar com esses estudos e experiências o que foi acatado por Fortunato. Com o passar do tempo, o médico começa a desconfiar que a bela esposa do amigo está doente, pois tossia e empalidecia cada vez mais, entretanto, ela sempre respondia que não tinha nada. O clímax, momento de maior tensão na narrativa,  ocorre no conto quando Fortunato é flagrado torturando um rato que, conforme ele explicaria depois, havia roído documentos seus. O massacre ao rato é presenciado por Garcia e Maria Luísa. O homem tortura o rato cortando com a tesoura uma pata, para depois passar o animal numa chama e assim ia alternando até cortar o focinho e encostar a carne na chama. E assim ia fazendo calmamente e cheio de prazer nos olhos, indiferente, parecia não ouvir nem ver o pedido de Garcia e da esposa para que parasse com aquilo e matasse o bicho de uma vez. Quando finalmente terminou, percebeu num sobressalto a presença da esposa e do amigo. É nesse momento que o narrador iniciou o conto. O desfecho vai ocorrer por ocasião da morte de Maria Luísa, acometida pela doença da época: a tuberculose. Apenas três pessoas estavam no velório: o esposo, Garcia e uma parenta da falecida. No decorrer da noite, Garcia  disse a Fortunato que fosse descansar, pois após isso, seria ele quem iria - visto que a parenta de Maria Luísa estava adormecida. Fortunato conseguiu dormir apenas por vinte minutos e devagarinho, para não acordar a parenta que dormia, chegou à porta da sala em que o corpo estava sendo velado e ficou assombrado com o que viu: Garcia beijou por duas vezes a face pálida da morta. O que se passou na mente de Fortunato foi um desfecho para um possível adultério, contudo, ele era isento de ciúme ou inveja, ele era apenas vaidoso. No entanto, quando Garcia caiu num choro compulsivo e as lágrimas de um amor calado jorraram em forma de lágrimas e soluços, Fortunato, do local em que se encontrava, saboreou tranquilo e deliciosamente o sofrimento longo do amigo.


COMENTÁRIOS

A pergunta que devemos fazer é esta: qual a causa que moveu  um homem capitalista a se interessar em investir numa clínica de saúde já que era um homem muito rico? A Causa Secreta é o título da obra que vai apresentar um homem frio, insensível, desprovido de sentimentos o que nos lembra em muito as características dos psicopatas. A crueldade é a marca da personalidade de Fortunato que sente prazer em ver o sofrimento - neste conto, tanto de animais quanto do ser humano, haja vista que no final do conto, ele se delicia com o sofrimento do amigo. Sabemos que na sociedade existem pessoas desse tipo e que são difíceis de identificarmos, mas segundo psiquiatras, os psicopatas apresentam dois comportamentos distintos em fases em que demonstram afeto e consideração aos outros e outra em que causam sofrimento às pessoas. Os sentimentos de afeto são aprendidos com a finalidade de manipular as pessoas porque psicopatas nascem sem sentimentos e qualquer ato bom feito por eles para beneficiar alguém é um ato hipócrita que esconde segundas intenções. E por falar em hipocrisia, lembremos que esta é outra característica apresentada nas obras realistas de Machado de Assis e nesse conto, a causa secreta a meu ver, nada mais é que nos apresentar Fortunato, um sujeito personagem psicopata. Psicopatia é uma doença de ordem psiquiatra que já estudei muito, por isso ao ler as entrelinhas desse conto, cheguei a esta conclusão e todo cuidado é pouco, porque tal doença existe tanto no universo real quanto no virtual - no virtual já fui vítima de um...rsrs. Beijos a todos.


  
: onselectstart='return false'