Arquivo do blog

sábado, 17 de agosto de 2013

As Dores Nossas de Cada Dia


O mês de Agosto está passando rápido e muita gente repete o adágio popular: "agosto, mês do desgosto." Não podemos generalizar, pois em qualquer mês pode acontecer fatos bons ou ruins. Semana passada, fiz minha visita periódica ao odontólogo, a clínica é perto de casa e eu sempre estou me prevenindo; na quinta-feira, minha gengiva começou a doer e pensei não ser gengivite porque uso Prevent na escovação e Listerine, como a dor era suportável fui trabalhar, quando voltei da escola, a dor se intensificou, só parava com analgésico e na madrugda, a dor foi subindo para o ouvido direito, desceu para a garganta, atingindo também o olho. Dor latejante, fiz minha oração e pouco dormi. Então esperei até oito da manhã para voltar lá com o seu João, meu odontólogo. Eu queria extrair o dente que estava mais sensível, embora estivesse sem cárie, com custo consegui convencê-lo e a extração doeu muito, foram quatro furadas de anestesia ao redor do dente. Daí ele me falou que havia abscesso na raiz do dente. Passei o dia ruim, levei pontos e houve um momento em que eu não me conhecia mais; parecia que estava em espírito. Felizmente no fim da tarde de hoje, a dor diminuiu muito, apesar de eu ainda estar tomando antibiótico e analgésico. Há momentos em que penso no porquê de sermos vítimas de tantos sofrimentos e entendo que se fosse dado a todos o poder de ver o futuro, muitas pessoas sofreriam por antecedência. Creio que o sofrimento lapida a alma da gente e é preciso ser bastante paciente na hora da dor. As pessoas especiais e mais lindas que conheço são pessoas sofridas que passaram por perdas, por doenças e por muitas tribulações, contudo  conseguiram sair de dentro das mais profundas dores, superaram as fases ruins e desabrocharam para uma nova vida, transmitindo a todos que conhecem a alegria de continuar na jornada sem esmorecer, como fieis servos de Deus. Neste sentido, medite comigo, agora:

Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.
Porque estou certo de que, nem a MORTE, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor. 

(Romanos 8 : 37 a 39)

A paz do Senhor seja com todos vocês.

domingo, 11 de agosto de 2013

A todos os amigos: Feliz Dia dos Pais


Comporta-te com teus pais como pretendes que teus filhos se comportem contigo."
(Giacomo Leopardi)
: onselectstart='return false'