Arquivo do blog

sábado, 31 de dezembro de 2011

Olha o mimo da Amiga !




Obrigada, Mar T ... Tenha uma linda noite, hoje! Beijos.

Feliz Ano Novo !

31/12/2011



Scarlet Wind

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Para quem acha que a Juventude é Eterna ...



Igualdade Ilusória

Monteiro de Barros

A primavera é uma estação florida,
cheia de imenso, divinal fulgor;
de fores enche o coração da vida,
e enche de vida o coração da flor.

A mocidade é uma estação ditosa,
cheia de risos, de ideal prazer;
e as almas sentem um viver de rosa
na mocidade, a rosa do viver.

Na primavera há profusão de cores;
as flores brotam no rochedo bruto,
depois ... o fruto que há de vir das flores,
e as novas flores que hão de vir do fruto.

Na mocidade há melopéias calmas;
tremem dos lábios os vermelhos frisos:
os risos cantam no brotar das almas,
cantam as almas no brotar dos risos.

Ambas se adornam de um viver risonho,
iguais parecem - ambas são de amor.
Se a mocidade faz nascer o sonho,
a primavera faz nascer a flor.

Iguais parecem quando a vida as solta,
E, no entanto, elas não são iguais:
a primavera passa e depois volta,
E a mocidade não nos volta mais.


                                           Scarlet Wind

Últimos dias de 2011 ...

"Se chovesse felicidade, eu lhe desejaria uma tempestade. Feliz Ano Novo!"
(Autor desconhecido)

Cada ano que passa, não podemos recuperar, por isso, no momento em que estamos prestes a entrar num ano novo, convém fazermos uma profunda reflexão sobre o que podemos mudar em nós, para nos tornarmos melhores, enquanto seres humanos.  Não adianta chorar pelos erros, adianta não repeti-los. Sabemos que, como seres falhos, outros erros virão, sim, novos erros, eles servem para que possamos aprender a viver: o velho adágio confirma: errar duas vezes, sempre repetindo o mesmo erro, é burrice. Não posso andar na mesma estrada onde sei que há várias armadilhas e precipícios, devo buscar outro caminho sem tantas pedras; estamos aqui para evoluir através desses erros, é errando que acertamos. Não podemos continuar levando a mesma vida, sem pelo menos tentarmos nos modificar para melhor pois disso depende a nossa evolução espiritual; precisamos  conhecer a nós mesmos/as para poder tentar compreender os outros; as dificuldades existem, mesmo assim, com problemas, com decepções, com tristezas e alegrias, a vida ainda é uma maravilha ! Vez em quando caímos em depressão porque passamos a olhar para dentro, não para fora, porém, se formos pensar nos povos africanos e suas dificuldades ou nos que estão enfermos, com doença terminal, em crianças abandonadas, em mendigos que dormem ao relento e vivem da incerteza de terem o que se alimentar no dia seguinte, verificaremos que nossos problemas são ínfimos em relação aos dessa gente. Quando você se sentir triste, faça uma relação do que tem e agradeça a Deus porque há muitos necessitados em situação pior que você. E ainda assim,se o temporal
sobrevier sobre você, nunca se esqueça,se o barco da tua vida, tiver como comandante, Jesus, não há o que temer pois a Ele ventos e temporais são obrigados a obedecer. Desejo que em 2012 você seja forte, aguerrido/a, valente e se orgulhe de participar desse maravilhoso espetáculo onde você, minha amiga, meu amigo, é o ator e atriz principal. Torço por você, pelas tuas vitórias hoje e sempre. Paz e bem! Feliz Ano Novo para você, família e amigos. \o/




                                                         Scarlet Wind

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Há um Manancial no Deserto !


Fim de ano é o momento em que paro para folhear minha agenda e reler o que escrevi sobre o que se passou comigo; agora não é diferente e pude perceber os momentos em que estive sozinha neste deserto interior, chamado vida. Sabe aqueles momentos cruciais onde por mais que tenhamos amigos, temos que tomar decisões ou curtir uma solidão, uma tristeza ou decepção sozinhas/os ? O ser humano tem desses momentos decisivos onde deve atravessar seu deserto sozinho, sem a presença de outros; por vezes, aparentemente, tudo vai indo bem e de repente, sem estarmos preparados, recebemos uma rasteira daqui, outra dali e pronto, eis-nos no deserto. 2011 foi o ano de eu atravessar vários desertos, chegando ao ponto de pensar que era ali que morreria de sede: não foi! os desertos que passei não os passei sozinha porque onde existe um brotinho verde de fé, nós sobrevivemos ao sertão e foi exatamente por passar por esse deserto que reencontrei a Jesus. Então, cheguei à conclusão de que muitas vezes, aquelas pessoas que já conhecem a Jesus, ele as retoma para si seja por estarem voltadas mais para as futilidades da vida ou por terem perdido a comunhão e o contato com Ele. Jesus não gosta de perder suas ovelhas e as chama de volta com amor ao seu aprisco, contudo, se elas resistirem, não dando ouvidos a seu chamado, endurecendo os corações, elas mesmas correrão para Ele através da dor. É fácil deduzir que ao nos afastarmos do Senhor e não guardamos e praticarmos a sua palavra, só encontraremos pela frente tristezas e dissabores. Eu passei por isso e depois de migrar por vários desertos interiores, em cada parada eu encontrei o mesmo manancial à minha frente que não me deixou morrer de sede. Muitas vezes, procuramos fora o que está dentro da gente e nos damos mal:

"O Reino de Deus está dentro de vós"
(Lucas, 17.21)

Entretanto, só perceberemos que este reino habita dentro de nós, quando passamos a proceder certo, indo de encontro àquilo que nos dá paz, não nos deixando encantar pela sedução vazia deste mundo, vivendo nele, inseridos em sua realidade existencial, andando pelos caminhos da retidão, conscientes de que carregamos conosco a marca registrada de Cristo, o manancial da vida. Jesus, antes de subir aos céus, assim orou:

"Não rogo pois que os tire do mundo, mas que os proteja do Maligno".
(João Cap. 17:15)

O mestre sabe que a vida é maravilhosa mas vivemos rodeados de perigos. Há pessoas dominadas pela maldade, há as drogas e o apelo sexual desestruturando os lares e neste século, o materialismo invadindo os corações, tornando-os petrificados Com relação ao amor fraternal. No entanto, o manancial da vida, Jesus é o nosso advogado junto ao pai, em qualquer situação, ainda que cometamos deslizes pois somos imperfeitos, Jesus avoga por nós:

"Se alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o justo; e Ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos próprios, mas ainda pelos do mundo inteiro"
(I João 2:1, 2)

Muitos advogados cobram caro para defenderem uma causa. Mas Jesus não cobra nada. Ele quer nos ver alegres aqui e agora; Ele nos ajuda na caminhada, quando nos perdemos nos lugares ermos desta vida, estando presente em qualquer ocasião como um verdadeiro manancial no deserto. \o/





                                                              Scarlet Wind

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Celebridade Manauara: Baby Rizzato ...


" Não sei se existe uma receita para o sucesso do programa, só sei que Deus está do meu lado e com Ele não tem receita de bolo que desande e carne que queime."   ( Baby Rizzato )


A Assembleia Legislativa do Amazonas concedeu dia 14 de dezembro de 2011, à jornalista Beatriz de Castro e Costa Rizzato, a Baby Rizzato, a Medalha do Mérito Legislativo Ruy Araújo. A concessão da comenda foi realizada no plenário Ruy Araújo às 10h.

De propositura do deputado estadual, Marcos Rotta (PMDB), a homenagem a apresentadora do programa “Nosso Encontro” tem como base a dedicação aos serviços prestados à sociedade amazonense durante 39 anos de trabalho.

A Baby Rizzato é a jornaltista mais conhecida daqui, pessoal. Ela apresenta o programa local, chamado Nosso Encontro, aos sábados. O programa está chegando perto dos 40 anos de idade no ar. A nossa Baby, é quase rubi, em termos de tempo de programa de televisão no ar. Ela ganhou Medalha do Mérito Legislativo e se emocionou muito na hora de receber e não teve essa, a Baby quebrou o protocolo e conversou com seus amigos presentes, na solenidade.  Baby é filha de jornalista e este ano passou por uma tristeza imensa pois sua mãe, a Dona Bebé, faleceu. Baby, I love you ! Parabéns, e muito sucesso em 2012.


Olha a Baby emocionada, gente, na solenidade, junto com o poeta Thiago de melo:



Eeeeeeeeeeeeeee ... Valeu, Baby !!!
Arrebenta em 2012 !!!


                                            Scarlet Wind

domingo, 25 de dezembro de 2011

Milagres Existem ?



“Pode ser que um dia deixemos de nos falar...
Mas, enquanto houver amizade,
Faremos as pazes de novo.

Pode ser que um dia o tempo passe...
Mas, se a amizade permanecer,
Um do outro se há de lembrar.

Pode ser que um dia nos afastemos...
Mas, se formos amigos de verdade,
A amizade nos reaproximará.

Pode ser que um dia não mais existamos...
Mas, se ainda sobrar amizade,
Nasceremos de novo, um para o outro.

Pode ser que um dia tudo acabe...
Mas, com a amizade construiremos tudo novamente,
Cada vez de forma diferente.
Sendo único e inesquecível cada momento
Que juntos viveremos e nos lembraremos para sempre.

Há duas formas para viver a sua vida:
Uma é acreditar que não existe milagre.
A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.”

Albert Einstein.




                                               Scarlet Wind

sábado, 24 de dezembro de 2011

Feliz Natal !.wmv



A noite mais Linda é hoje ! Pq a partir da meia noite, 

simbolicamente Yeshua habitou entre nós, trazendo 

muito alegria a toda humanidade !! E o nosso coração se 

alegra pela chegada de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Aquele que é o alfa e o ômega, o princípio e o fim ! 

Louvado seja o meu Senhor, o nosso Senhor, pelos

séculos, dos séculos, amém !



Scarlet Wind

EL SHADAY.. YESHUA ... YHWH - INRI ...



Vez em quando, passamos à frente de uma igreja ou vê em adesivos de carros, a expressão "El Shaday" e ficamos curiosos, sem saber o seu significado. "El Shaday" significa "Deus todo poderoso". E só mesmo Ele para ter feito tantas maravilhas, como a abertura do mar vermelho, para Moisés sair do Egito com o povo.

Esse termo é de uso exclusivo de Deus, quando em referência ao tetragrama (YHWH) hebraico. Já o nome Jesus é YESHUA também de origem hebraica e INRI foi o tetragrama de Iesus Nazarenus Rex Iudaeorum, "Jesus Nazareno Rei dos Judeus". Segundo os evangelhos, foi o título que Pilatos ordenou que fosse fixado na cruz onde Jesus Cristo foi morto. Segundo o Evangelho de São João, Pilatos teria feito redigir o texto em latim, grego (Ἰησοῦς ὁ Ναζωραῖος ὁ Bασιλεὺς τῶν Ἰουδαίων) e hebraico (ישוע הנצרת מלך היהודים) YESHUA foi traduzida para a Língua Portuguesa como JESUS, tendo por base a palavra INRI. ( Google ). Cabe salientar que existem outras palavras na Bíblia que se referem a Deus mas para mim nenhuma é tão forte quanto El Shaday. E em relação a Jesus, eu ficaria com YESHUA.


                                             Scarlet Wind

Poema da Minha Infância ...



As Duas Sombras

Olegário Mariano


Na encruzilhada silenciosa do destino,
quando as estrelas se multiplicaram,
duas sombras errantes se encontraram.

A primeira falou: - Nasci de um beijo
de luz, sou força, vida, alma, esplendor,
trago em mim toda a glória do desejo,
toda ânsia do universo, eu sou o amor.

O mundo sinto exâmine a meus pés...
Sou delírio... loucura... E tu quem és?

- Eu nasci de uma lágrima... Sou flama
do teu incêndio que devora...
Vivo, dos olhos tristes de quem ama,
para os nevoentos de quem chora.

Dizem que ao mundo vim para ser boa,
para dar do meu sangue a quem me queira,
sou a saudade, a tua companheira
que punge, que consola e que perdoa.

Na encruzilhada silenciosa do destino,
as duas sombras comovidas se abraçaram
e desde então nunca mais se separaram. 



Scarlet Wind

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Porque se eu me Calar ... até as pedras Falarão !



Num dia corrido como hoje e estressante, vou entrar aqui um pouquinho. Vou tecer um resumo de ontem pra hoje. Ontem, depois do trabalho, fui comprar um chester para a confraternização da escola. Confesso que me senti mal, diante de tanta gente, havia até pessoas com problemas nas pernas, com dificuldades de andar, enfrentando aquele povo ávido por consumir. Eu só precisava de um chester e queria sair dali depressa. E assim o fiz. À noite passei por uns aborrecimentos que me impossibilitaram até de voltar à escola, ninguém está livre disso. Depois do que passei ontem, onde tive que sair do meu silêncio, mesmo porque não sei me calar diante de injustiças, ainda mais, quando estas injustiças se dizem respeito também a amigos, advindas de uma sociedade que cambaleia para o abraço da omissão e que faz vistas de paisagens à intolerância, ao respeito, às diferenças - eu não sei se emudecem por medo de falar ou por consentimento do que está acontecendo. Estamos perdendo terreno pra violências verbais, pra invasões de nossas privacidades, injúria grave com respeito aos semelhantes e essa indiferença do povo me deixa cá transtornada visto que parece que clamamos no deserto sozinhas. Daí me veio à lembrança das pessoas que morreram para termos esta liberdade; quantas morreram ? Quantas perderam a vida em prol de uma liberdade para que pudéssemos ter a liberdade de hoje? Ah, dirá alguém: não temos total liberdade! A quem pensa assim, saiba que já foi bem pior. Pena que vivemos num país sem memória onde a história crítica não é ensinada e nem enfatizada, na mente da população. Lembrei-me agora dos mártires da cristandade, perseguidos, após a subida de Jesus aos Céus, morrendo em nome de Jesus, pelo sangue vertido na cruz, para que tivéssemos essa liberdade de hoje. E eu me pergunto: quem dá valor hoje ao sacrifício de Jesus e dos mártires? Tanto sacrifício!!! Somente para termos essa liberdade de culto, que, além de não darem valor, me parece ter virado verdadeiro comércio. Que se levantem as vozes corajosas, sem medo, o bicho não é tão feio quanto parece. Pode acreditar: já foi bem pior. Para que tivéssemos esta liberdade, muitos morreram na boca de leões, cantando, outros crucificados, degolados, perseguidos, como a maioria dos apóstolos e das primeiras famílias cristãs. Eles não se calaram! E hoje ? Muitos se calam .. E poucos dão valor a tudo que foi feito para que pudéssemos ter  a alegria de cultuar a Deus com liberdade.

 
                                            Scarlet Wind

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Essa Sensação de Efemeridade da Vida ...


Fantasia
"O dia da morte é melhor que o dia do nascimento."
( Eclesiastes, 7:1 )

Não posso dizer desde quando sinto esta pressa de viver, sei que ela me acompanha há muito tempo e nesse afã de querer ser feliz, na busca desenfreada de uma felicidade plena, que não existe, fui traçando minha vida, a partir de prioridades que tracei a mim. Sempre tive pressa, muita pressa pra resolver problemas, pra pagar dívidas, pra não deixar nada pendente, pra me reconciliar com algum desafeto.  A vontade de sair quite com a vida, não devendo nada a ninguém, em paz com todos, não é uma tarefa fácil visto que a reconciliação nem sempre depende de nós. Fiquei pensando na quantidade de post que escrevi em menos de um ano . É, tenho pressa em deixar tudo registrado porque de repente, a vela pode apagar, assim, ficarão meus relatos, para a minha família e amigos e visitantes ... Quem sabe de uma forma ou de outra possa ajudar alguém ? Sempre à noite, quando volto da escola, olho o céu, nem sempre iluminado e me ponho a pensar até quando terei esse privilégio ? Noites escuras, noites enluaradas. São fases de nossa vida terrena. Medo da morte não tenho - mas cá pra nós,fica sempre aquela duvidazinha: será que lá do outro lado da vida,teremos lembranças daqui ? Nossa ... Dizem que há! É bom evitar esses pensamentos mórbidos, medonhos que não fazem bem a nossa mente. Retomando a idéia inicial, sim, a vida é breve diante da eternidade. Aprendi neste ano que está se indo que muita coisa aqui não vale a pena, nem mesmo a busca desta tal felicidade. O bom mesmo, é dormir nos braços da paz, com a fé imbatível em Jesus que afirmou:


"Em verdade, em verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não entra em juízo, mas já passou da morte para a vida."
( João 5 : 24 )

Entrei aqui rapidinho, sabem ? É ... pra fazer hora. É tempo de me cuidar, fazer uns exames - temos que fazer sempre a nossa parte. Jesus é o médico dos médicos mas ele nos deixou primeiro a medicina e é pra lá que vou agora. Beijos a todos. \o/



   Scarlet Wind

Melancolia do Natal ... Há Sempre um Motivo.



Para alguns, natal é dia de festa e alegria, já para outros, momentos em que se recolhem para dentro de seu casulo interior. Faço parte desse segundo grupo, embora não mais me isole tanto, depois que comecei a frequentar o yahoo. Nessas datas em que bate aquela melancolia onde desejamos ficar sozinhos, sem visita de ninguém, amigos virtuais são sempre bem vindos porque nos entendem. Ontem, na escola, eu consegui resgatar a origem de um dos fatores do porquê de tanta sensação de vazio e angústia que sinto com a aproximação do natal. Diante de tantas situações adversas, lembrei que vovó Olinda nasceu dia de natal e perto dos sessenta e três anos, caiu gravemente enferma; eu nunca havia passado pela experiência da dor causada pela perda de alguém da família, estava com dez anos e até então, meus parentes eram eternos. No dia vinte e quatro de dezembro, havia muita alegria na rua e todos estavam felizes mas quando a noite tenebrosa chegou, minha mãe chamou correndo a mim e a minhas duas irmãs maiores pois a vovó estava se indo e seu pedido final, era que as netas cantassem Noite Feliz; mamãe não conseguiu cantar visto que considerava vovó Olinda mais que a mãe biológica e nós, as três netas demos as mãos e num momento muito tenso, cantamos. Essa é uma das imagens mais tristes que guardo na minha memória,e quem sabe, daí venha a minha melancolia por ocasião do natal.
                                              
                                               Scarlet Wind

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Poema da Minha Infância: D.E.U.S



Deus

Casimiro de Abreu

Eu me lembro! Eu me lembro! - Era pequeno
e brincava na praia; o mar bramia,
e, erguendo o dorso, altivo sacudia,
a branca espuma para o céu sereno.

E eu disse a minha mãe nesse momento:
"Que dura orquestra! Que furor insano!
Que pode haver maior do que o oceano
Ou que seja maior do que o vento?"

Minha mãe a sorrir, olhou pros céus
e respondeu: - Um ser que nós não vemos,
é maior do que o mar que nós tememos,
mais forte que o tufão, meu filho, é DEUS.


Lembro-me ainda de um tempo que passou em que eu  amava ler as poesias deste poeta e meu pai? viajava junto comigo na poesia. Minha mãe era realista, dizia que poesia era pura perda de tempo. Mas esse tipo de poesia, aumentava dia a dia a minha fé.






                                           Scarlet Wind

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

ALELUIA DE HANDEL.wmv




Mas a Vida Não é feita só de Prantos ...






Na vida da gente também não só prepondera prantos. É certo que a felicidade chega de várias formas. Quem não fica feliz ao passar numa prova da escola, ou de um concurso, ou fazer um exame de saúde e sair do consultório e saber que o exame tão temeroso está ok? Depois de passar quase um ano fora da escola, para tratamento de saúde, eu fiquei muito feliz com a acolhida e por rever colegas que me receberam na maior alegria! A felicidade está nas coisas simples da vida: numa flor que desabrocha no vaso, no bebezinho que me sorrir, naquela manga rosa, linda que saboreei com gosto, na ajuda que dei a alguém, na alegria, seja la por qual motivo for! Estar alegre é estar feliz! Ter amigos confiáveis é ser feliz também! Amigos reais, Zanoni, David, Sygrid, Kellyn, Keylianne, Zâmara, Graça, Tereza, Agilza, Charles, ei .. psiu, D. Rai ... que merenda gostosa a senhora faz, hein? Gabriel, ele tem nove anos e é uma gracinha, tem a Neiva, a Isabel, o Paulo, pessoal da escola. Conceição ... yahuu ... lá vem os virtuais, amigos invisíveis mas reais: Fernando El Shaday, Honô, Pablão, Carrancho, Mannuh, Jack, Olhos Verdes, Fernanda, Elisa, Dr. House, Eva, Lunna, Dinho, Maria Betânia, Sávio, Carla, Lipe, Pry ( do Lipe ) Rubi, Lady in Red, Nicolas, Toni, Mar T, Marcelo (RJ) Brauer, Paul, Maah, Catarina,Nikkos, Luiza, Alpha,  Jensen, Rick, Mandinha,  Theus, Maahhjan, Anne an Eye, Alcindo, Nelson, Rose, Bob, Tijolinha, Flash, Fabinho, Jardim, Rebecchi, Ju Amiga,  Els Llavis, Anjinho, Vera, Valgisio, Gardenal, Jane, Djavi, Marlene, Anama, Guto, Borboleta, Josi, Jenny, Augusto, Rick, Manchester, Leonardo, Lu, Flor do Carinhoso, Cidadão, Janne, Saturno, David, Gato Ruivo, Pato Quac, Jean, SG, Inho, Anderson Lost, Augusto, Zildo, Aperto, Stan,  Luiz mendonça, Cidão, Henrique, A@g, Miguinha do peito e Shadow. A todos vocês meu carinho especial e que este natal possa ser repleto da alegria do aniversariante maior porque decididamente, ele detesta tristeza. Um beijo no coração de todos. \o/



                                                                                                                            
                                                             Scarlet Wind

A Vida e Suas Decepções ...




Elas já começam na infância, como já foi dito, principalmente em si tratando de pais 
tiranos, cruéis, aqueles que tiveram educação rigorosa e nunca receberam carinho. 
Nesse caso, o inverso pode acontecer, há pais que não reproduzem nos filhos a 
educação que receberam, pais sábios, diria eu. Decepções advindas da infância ou de 
amores mal resolvidos, se transformam em feridas na alma, difíceis de cicatrizarem 
por falta da consciência da própria vítima que nem sabe que padece de um mal onde a cura pode estar numa fé verdadeira em Cristo ou na busca de auxílio de um/a psicólogo/a. Eles/as ajudam muito nesses casos. A criança pode se tornar vítima duas vezes: vítima dos pais na idade adulta onde o cérebro parece despertar e ativar a memória "filmes" DE terror, vivenciados na infância; e se por cargas d'água tiverem a infelicidade de passar por um amor não correspondido, o sofrimento é maior. O sofrimento no campo afetivo requer cuidados especiais porque não existem medicamentos para dores da alma, contudo, quem tem por alicerce a fé, possui a capacidade de assimilar os socos que a vida  dá, sofrendo sim, mas crendo que dias melhores virão, sempre com o pensamento fortalecido em Jesus. O que não compreendemos, humanamente falando, é amar e se doar a quem pensamos merecer o nosso amor e de repente ficamos impotentes diante de um muro frio da indiferença. Abre-se então mais uma ferida, somando-se as outras que já temos, difícil de cicatrizar. Muitos pensam em morrer, fugir, desaparecer. Eu mesma já passei por isso, até o momento em que resolvi não mais acreditar em palavras bonitas e colocar meus pezinhos no chão duro da realidade, amando a Jesus, acima de qualquer outra pessoa e fraternalmente a meu próximo. Assim, me sinto liberta, cumprindo o que meu mestre deixou escrito:

"Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.”

( Mateus 22, 35-38 ) 




                                                             Scarlet Wind

domingo, 18 de dezembro de 2011

O Ódio aprisiona ... o perdão liberta!






 "O ódio jamais criou jardins, muitas vezes, cemitérios."

Não há algo mais triste do que nutrir dentro da alma ódio por alguém. Isso porque nos tornamos prisioneiros das lembranças  dessa pessoa. O ódio não nasce do nada. Há sempre um motivo. Motivo válido ou não, o certo é que a pessoa que o sente carrega o fardo e viverá com a mente presa, até se desfazer desse ódio. Houve um tempo em que  senti um ódio mortal pelo meu irmão porque ele tentou fazer sexo comigo. Saí cedo de Manaus e toda vez que me lembrava desse fato, sentia asco dele. Uns seis anos depois, voltei a minha cidade, já havia pedido a Deus para tirá-lo da mente, mas ao revê-lo, me arrepiava toda - de ódio. Saí novamente de Manaus carregando aquele fardo na mente, mesmo sabendo que ele estava casado e eu me dando muito bem com a esposa dele que me disse saber de tudo o que aconteceu visto que ele contou a ela. E o tempo foi passando e eu pedindo a Deus para esquecer e não conseguia. Até que decidi parar de orar por isso. Agora eu estava na Suíça e precisava passar três meses em Manaus novamente. Ele morava com minha mãe que o adorava; no primeiro mês, a mesma sensação de arrepio, eu não conseguia falar com ele.O ódio era tanto que quando ia a Manaus, eu ficava na casa de minha irmã. Uma semana antes de ir embora, cheguei em casa e ele estava sentado na calçada, de cabeça baixa, nunca me encarava e me deu uma vontade de abraçá-lo e beijá-lo no rosto. Fui até ele, abracei e beijei. Ele fez o mesmo, não disse nada, mas vi lágrimas escorrerem dos olhos dele. Naquele momento, senti uma cruz muito pesada cair das minhas costas. Não foi nada programado, foi tudo espontâneo. Dois anos depois, ele faleceu de repente, sem a família esperar. E assim, em paz, sigo o meu caminho, sei que não sou nada e que o verdadeiro perdão vem do céu. Não adianta perdoar da boca pra fora porque quem perdoa verdadeiramente, esquece e se liberta.



                                                       
                                              Scarlet Wind

sábado, 17 de dezembro de 2011

Controle Emocional ...


O controle emocional é importante em todos os aspectos da vida da gente; eu confesso que venho tentando aprimorar o meu porém sou precipitada, quando chega a mim fofocas a respeito de terceiros. Fofocas maliciosas me levam a cometer injustiças. De uns tempos pra cá, estou tentando corrigir isso, aprendendo a esperar com paciência, até que o tempo mostre a verdade. E tem sido bom porque agindo assim, já evitei de cometer novas injustiças. Há pessoas que nos pegam para ser joguetes com o único objetivo de causar desunião entre as pessoas e precisamos ser perspicaz mesmo. Tive um amigo em Recife, o Pedrinho, que, quando alguém vinha comentar que certo amigo falara mal dele, ele respondia o seguinte: " pois, se ele falou isso, ele vai dizer na minha cara, vamos, se arrume que a gente vai lá na casa dele e agora!" Bom, as pessoas que faziam esses tipos de comentários nunca estavam dispostas a ir. Por que será ? Quem não deve não teme. Depois, Pedrinho se acertava com o amigo que geralmente, negava tudo. Não podemos ir na corda dos outros pois quem gosta de ver o circo pegar fogo é palhaço. Não podemos perder o controle de fatos do dia a dia pois em casos como os citados podem gerar arrependimento visto que nem todos os amigos entenderão o porquê de aceitarmos mentiras de quem nem é nosso amigo. Devemos não nos deixar dominar por sentimentos de raiva, ira ou rancor haja vista que estes sentimentos ofuscam o nosso poder de raciocinar, levando-nos a perder o controle e a cometer injustiças. Penso que é melhor engolir uma decepção momentânea do que fazer um julgamento precipitado e errôneo. Cedo ou tarde a verdade aparece, pelo menos comigo, mesmo errando, a verdade apareceu.




                                            Scarlet Wind

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Valor da Educação Infantil ...




A educação que recebemos em casa é preponderante para nossa vida adulta. É ela quem será decisiva na formação de nossa personalidade que se manifestará, por onde quer que formos. Crianças que vivem num ambiente cuja família costuma brigar e se insultar falando muito palavrão, seguirá o mesmo exemplo dos pais; isso é visível nas escolas e mesmo nas ruas. Aliás, palavrões ferem os ouvidos de quem não foi acostumado a ouvi-los, entretanto, parece que viraram palavras banais. Tenho observado também que a maioria de filhos de pais alcoólatras, também se tornam alcoólatras. Os pais são espelhos para os filhos. Pais hipócritas, mentirosos e falsos, que valores gerarão aos filhos ? Tenho me deparado com muita gente hipócrita, gente por exemplo, que diz odiar mentira, mas fala mentiras. Gente que te beija o rosto e por detrás te apunhala. Hipocrisia, falsidade e mentira parecem irmãs trigêmeas. E assim junto com tudo isso, para livrarem a própria pele, lançam calúnias contra inocentes. É preciso cuidado contra esse tipo de pessoa. Nasci numa casa coberta de palha, de chão batido, mas tive uma educação de primeira. Não havia palavrão. E o que eu ouvia na escola, comentava com minha avó ou com meu pai que criticavam duramente os palavrões e sempre orientavam: crianças especiais não falam palavrões e você é especial para Jesus, seja diferente. E assim fui diferente. E a vida foi passando sem malícia porque quem não tem maldade dentro do coração julga os outros pelo o que é. Depois deste ano que se finda, meio cá indignada, vi de perto, tudo o que citei aí em cima. Não vou mudar meu jeito de ser. Não vou ser mais uma no rol da hipocrisia. Mas posso ir tentando encontrar pessoas que pensam como eu para uma amizade sadia e verdadeira, fiel, sem hipocrisia. De sepulcros caiados, o mundo está cheio. 

                                      
                                          Scarlet Wind

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Açucena e o Papai Noel ...






Mais um fim de dia longo, o sol morria no horizonte para nascer em outra parte do planeta; sentada, ao lado do pai, Açucena folheava o álbum de família. E a cada foto vista, mostrava a ele e como sempre, tecendo seus comentários, o que levava seu pai a dar verdadeiras gargalhadas. Até que ela se deteve numa foto,aquela que achou mais bonita: família reúnida na Marinha de Guerra, o pai a carregava no colo e todos pareciam felizes. Ela comentou nos seus dez anos: "não lembro mesmo desta foto, que festa bonita!" O pai respondeu procurando pensar muito nas palavras que usaria para responder: "Ah! Esse foi o nosso melhor natal, você não deve lembrar mesmo, ia completar três aninhos, olha os cachinhos dourados."
- Por que foi o melhor ano, o que aconteceu de tão especial ?
- Sua curiosa! Era natal e aí onde eu trabalhava, houve um almoço para todos os funcionários e haveria sorteios para as crianças. Cada criança, receberia um número, se fosse sorteada ganharia um presente.
- É ? Todas as crianças ganharam o número ?
- Todas e ainda lembro o teu número porque tua mãe pediu para eu ficar com você no colo, teus irmãos davam muito trabalho e foi você quem puxou um papelzinho de número 44. E foi sorteada, viu ? Foi a primeira vez que o Papai Noel apareceu por aqui.
- Não lembro o que ganhei, mas lembro que esse papai Noel, só deve ter vindo essa vez e nunca mais. Nem veio, né? Foi se apresentar no serviço.
- Calma, mexeriqueira. Você ganhou uma caixa maior que você, ninguém sabia o que tinha dentro e como daqui de casa, só você foi sorteada, todos ficaram curiosos para ver qual foi o teu presente. E você não lembra do que ganhou mas durante quatro anos, foi tua melhor amiguinha, até ...
- Ah ... tá explicado .
Lágrimas rolaram nas faces da pequena Açucena. Ela ganhara nesse sorteio uma enorme boneca a qual chamava carinhosamente de "Amiguinha". Até os sete anos aproximadamente, andava e dormia com ela. Numa  manhã de novembro, a mãe fazia faxina na casa e disse que queimaria tudo que fosse "tralha" porque dava azar e na hora em que ia colocando tudo na fogueira, pegou Amiguinha. Açucena tomou a boneca e defendeu-a como uma mãe defende uma filha. A mãe, pacientemente, explicou a ela para não se preocupar visto que Papai Noel ia chegar, trazendo uma nova Amiguinha, muito mais bonita e moderna. Aquela era boneca feia, imagina, uma Amiguinha índia ??? Açucena isenta de qualquer preconceito, chorou, implorou, mas não adiantou e foi com muita dor que viu Amiguinha ser destruída pelo fogo. O pai a puxou para si e afagou seus cabelos, sem dizer uma palavra. Ela secou os olhos com a blusinha simples  e disse:
- Depois que a mamãe queimou Amiguinha, eu fiquei esperando por outra e não entendia por que o papai Noel só ia na casa da Lucilene, da Darlene, do João e da Roseane. Todo dia 25 de dezembro, eles descem e vêm mostrar o que ganharam do Papai Noel e perguntam pra mim e pro Omar o que nós ganhamos.
- Ah, é? E você não defende o bom velhinho? Você sabe quantas criancinhas têm no mundo pra ele visitar numa noite, Açucena ? Perguntou o pai, querendo ainda alimentar o sonho da menina.
- No começo eu dizia que papai Noel estava atrasado, agora, depois que conversei com Omar, a gente não diz mais nada, só admira a bondade do papai Noel com as outras crianças, fingindo acreditar.
- Açucena! O que o Omar andou falando pra você, hein?
- Ah, pai, o Omar disse que papai Noel não existe pra gente pobre e pra ele que é pobre e preto, pior ainda. O senhor já viu preto ter pai branco? Foi assim que ele falou! O Omar tem razão, depois que passei a ser babá do Davizinho,vi como é diferente a vida deles e a nossa.
O pai se calou. Naquele momento, não haveria como fazer ressuscitar um sonho de criança. A sonhada boneca "Amiguinha" fora lançada pela fábrica Estrela, boneca moderna como a mãe afirmara - mas para aquela família humilde, o preço de um sonho equivalia a duas semanas de alimento do mês.


Scarlet Wind

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

A Noite mais Linda: Natal, Natal !



Natal, Natal, Natal !
Olavo Bilac

Jesus nasceu. Na abóbada infinita
soam cânticos, vivas de alegria;
e toda a vida universal palpita
dentro daquela pobre estrebaria...

Não houve sedas, nem cetins, nem rendas
no berço humilde em que nasceu Jesus,
mas os pobres trouxeram oferendas
para quem tinha de morrer na cruz.

Sobre a palha risonho, e iluminado
pelo luar dos olhos de Maria,
vede o menino Deus, que está cercado
dos animais da pobre estrebaria.

Não nasceu entre pompas reluzentes;
nas humildade e na paz deste lugar,
assim que abriu os olhos inocentes
foi para os pobres seu primeiro olhar.

No entanto, os reis da terra, pecadores,
seguindo a estrela que ao presepe os guia
vêm cobrir de perfumes e de flores
o chão daquela pobre estrebaria.

Sobem hinos de amor ao céu profundo:
homens, Jesus nasceu! Natal! Natal!
Sobre esta palha está quem salva o mundo,
que ama os fracos, quem perdoa o mal.

Natal! Natal! Em toda a natureza
há sorrisos e cantos, neste dia...
Salve o Deus da humanidade e da pobreza
nascido numa pobre estrebaria.



Scarlet Wind
: onselectstart='return false'